Cadu

Eu lembro de ter lido ou escutado em algum lugar que; “Nada do que você faça em vida será ou terá um grande significado mas é importante que você o faça”

Eu nunca fui o tipo de sujeito que fala por falar, talvez até tenha dito sem pensar e/ou na hora errada, mas nunca sem propósito. Quem me conhece pouco já me conhece muito.

Queria entender de onde vem tudo isso.  quer dizer, não queria porra nenhuma. Uma coisa punk que aprendi foi que devemos respeitar os mistérios. Eu não sei se a  vida é mais fácil de olhos fechados, mas sei que ela é mais fria de  olhos abertos. We think way too much, é aí que o apito toca.

Esses textos todos vão ser  anexados ao processo quando quiserem me interditar. mas bixo, vou falar: As coisas andam um bocado intensas do lado de cá. Do momento em que eu decidi tirar as rodinhas da bicicleta tudo têm girado dum outro jeito.

Eu escrevo, escrevo, escrevo e não estou nem perto de dar conta de tudo, transbordo. E cá estou nesse patíbulo público auto-imposto falando sem parar. e isso tem sido veramente delicioso.

Não existe amor sem medo. nem pela metade e nem eufemizado. Eu quero morder onde tem gosto. e dizer uma  porrada de coisas, porque eu tenho uma sensação meio besta, daquelas atávicas, de que você vai saber do que eu estou falando.

Tem as risadas, tem as histórias, tem as dancinhas, e tudo isso é foda. Os ventos, às vezes, tem a força de virar o guarda-chuva do avesso. é uma coisa louca de se ver!

Panóptico às avessas, quando o que a gente mais quer é que as câmeras de segurança estejam ligadas e fazemos, convictos, danças extravagantes na sala dos modigliani. e de novo aquela sensação besta… Tem também esses silêncios. e tudo isso que me deixa patologicamente intrigado. e tome dar tiros nas ampulhetas. rajadas. mas olha que ainda enlouqueço de vez e pego o telefone. prometo.

9 Comentários (+adicionar seu?)

  1. sara
    out 21, 2007 @ 00:14:15

    muito importante o que vc escreveu ai …. li com muita calam eatenção e concordo com sua conclusão…. somos todos carentes porem nao conseguimos nos controlar quando encontramos a pessoa “certa”, não temos mais a sensibilidade de “segurar a areia na mãos”…. bju

    Responder

  2. Carla
    jan 12, 2008 @ 03:36:43

    O Cadu acha que é genial e, de fato, no caso do truque da imagem, foi. Tenho que admitir!

    Responder

  3. Gabriel
    fev 27, 2008 @ 01:14:43

    é o cara.

    Responder

  4. Gen. 6* K-bção
    abr 12, 2008 @ 19:33:01

    tentativa número 2.

    Vamo la:

    Ainda te levo para andar à cavalo filhão, quem sabe você não entende aquele sentimento sobre o qual agente estava conversando sobre a relação “homem-eqüino”!? Rss

    Grande abraço, e não se esqueça de parar aqui em Nova Mutum se por acaso passar pela BR-163!

    Sucesso!

    Responder

  5. Cadu
    set 05, 2008 @ 14:24:49

    Bom dia
    Quero candidatar-me para ser doadora, onde devo comparecer.
    Fico no auardo.
    Atenciosamente Alana Meireles.

    Responder

  6. Fernando Spuri
    set 23, 2008 @ 17:22:35

    Oi Cadu,

    Queria falar com vocês mas não achei o e-mail de ninguém. Será que você pode me passar?

    Valeu

    Responder

  7. Cadu
    dez 19, 2008 @ 11:48:35

    De nada = )p

    Responder

  8. Zanetti
    dez 23, 2009 @ 17:23:44

    Aee cadu parabens pelo blog cara, faz pouco tempo que conheci voce mais estamos junto parceiro, e que o mundo acabe em um encontro de motociclista mesmo

    abraçoo

    Responder


  9. out 10, 2010 @ 16:12:19

    SEMPRE,me impressiona.
    Quando penso que acabou,vem mais.
    SEMPRE mais.

    Beijos.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: